Backup: quais são as opções?

Backup: quais são as opções?

Os ataques cibernéticos são uma preocupação cada vez maior das empresas, sobretudo em um momento onde as informações têm assumido um papel de diferencial competitivo para as organizações. Neste contexto, a melhor forma de se proteger é estabelecendo uma boa política de backup.

Backup nada mais é do que uma cópia de segurança, ou seja, copiar dados de um dispositivo de armazenamento para outro, de forma que a continuidade do negócio não seja comprometida.

O backup é uma rotina indispensável para qualquer tipo de empresa, mas antes de adotá-lo, é preciso conhecer as opções dessa política. Afinal, não apenas existem várias formas de fazer backup, como também existem muitos subtipos. Quer entender melhor quais são as opções de backup para a sua empresa? Nós vamos te explicar.

Formas de fazer cópia de segurança

Em primeiro lugar, existem basicamente duas formas de fazer cópia de segurança. A primeira delas é o armazenamento doméstico, que consiste em soluções mais simples e de baixo custo, como CDs, DVDs e HDs externos. São ferramentas mais fáceis de fazer backup, mas que representam um risco em termos de perdas e danos.

A outra forma é que está em voga e bastante disseminada no momento: o backup em nuvem, que não funciona a partir de drives físicos, mas sim de servidores online.

Este modelo ganhou a preferência das empresas em virtude das facilidades proporcionadas, como a escalabilidade (estrutura se ajustando à medida que a empresa cresce), flexibilidade (acessar as informações de qualquer lugar), redução de custos com softwares, hardwares e equipe de trabalho, além de uma maior segurança dos dados a partir da criação de níveis de acesso aos arquivos e de tecnologias como a criptografia.

Tipos de backup

Em paralelo a isso, existem basicamente três tipos de backup. São eles:

Backup completo

O backup full consiste na cópia completa dos dados e sistemas da empresa. Em virtude disso, ele demanda um maior espaço de armazenamento e mais tempo para ser concluído. Entretanto, o backup completo lhe garante a cópia fiel de todos os documentos sob a necessidade de uma restauração.

Backup incremental

O backup incremental faz a cópia apenas dos dados que foram modificados em relação ao backup anterior. Desta forma, ele é bastante ágil e demanda um menor espaço de disco.

No entanto, se você perder seus arquivos e quiser recuperá-los através do backup, a restauração será bem mais longa, pois será preciso verificar o último backup completo e conferir todos os backups incrementais que foram feitos em seguida.

Backup diferencial

O backup diferencial é bem semelhante ao incremental. Entretanto, a referência desta recuperação de dados será sempre o último backup completo. Isto significa que, caso você precise recuperar seus dados em virtude de alguma eventualidade, será necessário conferir apenas o último backup completo e o último backup diferencial, ao invés de vários incrementais, como no tipo anterior.

Gostou das dicas? Quando o assunto é backup, o mais importante é saber qual o modelo mais indicado para o seu tipo de negócio. Quer conhecer nossas soluções? Acesse nosso site e veja nossos produtos: https://elobackup.com.br/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress and WHMCS integration by i-Plugins