Blog


Amazon AWS: O que é e quais seus benefícios?

A Amazon é uma das empresas mais bem-sucedidas no ramo do e-commerce atualmente. Podemos considerar até mesmo que nos primórdios ela foi uma das impulsionadoras deste mercado. O seu papel na popularização dos livros digitais também foi de grande relevância. Depois de iniciar uma plataforma de streaming, a companhia passou a investir em soluções de cloud computing. Falamos do Amazon AWS. Neste artigo você entenderá o que é e quais seus benefícios.

O serviço em nuvem é voltado para empresas. Através dele, elas podem ter armazenamento de dados (backups) e suporte operacional. Dentro da plataforma, além do habitual banco de dados, há ferramentas de gerenciamento e outros recursos. São mais de 70 possibilidades disponíveis para os usuários. Com essa variedade o AWS pretende oferecer flexibilidade de soluções, a fim de atender às necessidades de diferentes negócios. Os valores a serem cobrados variam conforme os serviços utilizados.

Para manter os padrões de qualidade que a tornaram líder de mercado, a Amazon investe na segurança dos seus produtos. Aqui não é diferente e por isso encontramos uma abordagem de ponta a ponta que aumenta a proteção do sistema. São medidas físicas, operacionais e de software que integram e fortalecem a infraestrutura em diferentes níveis. Trata-se de uma garantia de que a sua empresa estará segura em caso de ameaças virtuais.

Desta forma o nível de segurança da informação é de alta conformidade, razão pela qual é adotado por organizações com sistemas complexos. Entre os exemplos norte-americanos podemos listar o Departamento de Defesa dos EUA e serviços financeiros com a Nasdaq, principal mercado de ações do país. Esta confiança é fruto também da escalabilidade e hibridez assegurados pela plataforma.

Amazon AWS: Escalabilidade, hibridez e alto desempenho

A fim de atender às demandas de cada empresa associada, o serviço apresenta Auto Scaling e Elastic Load Balancing. E da mesma forma que é possível expandir os recursos utilizados está disponível a customização reduzida: assim, o usuário poderá escolher apenas as ferramentas que terão utilidade para o seu negócio.

Causando um impacto positivo para o orçamento, sobretudo das pequenas empresas, o AWS também não trabalha através de contratos de longo prazo. Isto permite que as possibilidades de customização de pacotes sempre estejam abertas para os usuários. É onde entra em cena a hibridização. Afinal, pode ser que para a sua empresa não seja interessante manter uma estrutura totalmente localizada na nuvem.

Nestes casos é fácil integrar as soluções locais e remotas através da plataforma. Em se tratando de um serviço de Cloud Computing, a rapidez de acesso e desempenho é outra garantia constante. Estes são os principais benefícios da Amazon AWS, que já vem recebendo a migração de clientes de peso. São empresas do porte de Rede Globo e Gol Linhas Aéreas.

Quer outra opção para soluções em nuvem? Que tal conferir então a FlexaCloud? Nossa ênfase é em diagnóstico e consultoria. Trabalhamos com clientes de todos os portes, chegando até mesmo às multinacionais, como a Vale S.A. Visite o nosso site e descubra como a nossa plataforma pode ajudar a sua empresa. Basta clicar aqui para acessar a página da Flexa Cloud.


Cloud Computing e Virtualização: Qual a diferença?

O cloud computing (computação em nuvem) e a virtualização são dois conceitos que podem confundir até mesmo quem é do ramo de TI. Isso porque eles apresentam algumas semelhanças, mas suas operações são distintas – apesar de, algumas vezes, serem complementares. Entender a diferença entre cloud computing e virtualização permite encontrar a solução ideal para o seu negócio.

Analogicamente, podemos definir que o primeiro se baseia em soluções integrais na nuvem sem a necessidade de um hardware (máquina física), enquanto o segundo é feito através de uma infraestrutura. Mas há outras características que precisam ser analisadas e, abaixo, explicamos qual a diferença entre cloud computing e virtualização.

Como funciona cada um deles?

Primeiramente, precisamos definir como funciona cada um deles – o que nos ajuda a clarear bastante as diferenças específicas entre ambos:

– Virtualização: um mesmo hardware (como um computador central) roda vários servidores em apenas uma infraestrutura física. Ou seja, é possível ter inúmeros sistemas operacionais e aplicações em apenas um local, rodando de forma simultânea – através de um software.

– Cloud computing: a computação em nuvem é externa à empresa. Ele possibilita mais espaço de armazenamento, ampliando o processamento da empresa, a escalabilidade de recursos e a segurança dos dados e informações. Tudo isso se situa além da conexão interna, com recursos flexíveis e disponíveis de acordo com a demanda da operação.

A grande confusão ao associar ambos com o mesmo serviço é que muitas das aplicações de cloud computing são baseadas na virtualização. Quando há servidores virtualizados externamente, é possível ter os recursos da computação em nuvem. Mas isso não significa que ambos detêm as mesmas características.

O que a virtualização faz é oferecer um serviço mais adequado ao cloud computing por ser feito para rodar vários sistemas operacionais e aplicações em uma mesma máquina, sem causar instabilidade ou a eficiência dos processos.

Em resumo: virtualização de servidores é uma otimização da infraestrutura física e, como simula vários sistemas operacionais e aplicações em apenas um local, pode abarcar vários clientes da computação em nuvem; o cloud computing é a possibilidade de operar sem a necessidade dessa infraestrutura própria, mas contratada sob demanda.

Como decidir qual é o melhor?

Entendendo as pequenas, mas importantes nuances que dividem ambos os termos, passa-se a buscar qual é o melhor para cada caso. Vale destacar que a necessidade gera uma demanda diferente e, além dos custos, as rotinas internas produtivas devem prevalecer.

A virtualização diminui a necessidade de várias máquinas físicas, possibilitando múltiplos sistemas operacionais rodando ao mesmo tempo. É fácil de mover, permitindo a manutenção do hardware; possibilita ainda a otimização da infraestrutura existente.

Já o cloud computing não necessita da aquisição e consequente manutenção de nenhuma máquina. Sua contratação é sob demanda e com possibilidade de escalabilidade sem a necessidade de comprar novos servidores. Tudo é feito, integralmente, no ambiente digital.

Ao compreender a diferença entre cloud computing e virtualização, fica mais fácil definir qual dessas soluções em TI é a mais adequada para o seu caso. Por fim, e não menos importante: ambos devem possuir soluções em backup, agilizando o processo em caso da perda de dados e informações preciosas do seu negócio.

A Flexa Cloud Brasil pode te ajudar nisso: conheça nossos serviços sob demanda para a sua empresa e tenha as melhores soluções em nuvem. Clique aqui e saiba mais.


Dicas para implementar o backup em nuvem com sucesso na sua empresa

Que o backup em nuvem é uma tendência você já deve saber. Afinal, não se fala em outra coisa no momento. Talvez pelo fato de que se apresente como uma excelente solução, sobretudo quando comparada com as possibilidades que até aqui existiram: HD externo, CD, DVD, pendrive, etc.

Mas será que você sabe como implementar o backup em nuvem com sucesso na sua empresa?

Bom, caso não saiba, o que é muito comum, continue a leitura deste conteúdo e confira três dicas simples que formulamos que podem lhe ajudar (e muito) nesse processo! Acompanhe!

1. Coloque suas cópias de segurança em um servidor externo

Apesar de óbvio, a primeira dica para quem deseja implementar o backup em nuvem com sucesso na sua empresa é manter os dados copiados em um servidor externo. Em outras palavras, que esteja distante geograficamente da empresa. Isso por uma razão muito pertinente: contando com um servidor localizado fora do local de trabalho, é possível mantê-los seguros.

Basta lembrar o que ocorreu no dia 11 de setembro, o atentado contra o World Trade Center. Muitos empresários arquivavam seus dados em servidores que ficavam no local. Por conta disso, perderam todos os dados de suas empresas, afetando assim o seu funcionamento.

2. Estabeleça um horário automático para o backup em nuvem

A maioria das plataformas de computação em nuvem permite a configuração de um horário exato para a realização do backup em nuvem (automático). Isso não só otimiza o processo de backup, mas também garante maior segurança e proteção aos seus arquivos, sobretudo nos momentos em que você precisa realizar tal atividade manualmente — mas que pode esquecer em razão da correria, que é muito comum no mundo corporativo.

No entanto, não esqueça que deve escolher o tipo de backup em nuvem que deseja realizar. Backup full (backup completo) e diferencial (backup de novos arquivos ou arquivos alterados).

Determinar o tipo ajuda a reduzir o tempo de backup e o custo no armazenamento dos dados. Fatores que, sem dúvida, são fundamentais para o adequado funcionamento da organização, bem como para a sua eficiência e produtividade.

3. Teste procedimentos de recuperação

Alguns especialistas recomendam realizar, durante o processo de backup em nuvem, testes de recuperação com o objetivo de garantir se, de fato, os arquivos podem ser acessados. Na verdade, trata-se de uma medida de segurança.

Fazendo isso, pode-se não só se certificar de que os arquivos podem ser acessados, mas também se o servidor não apresenta problemas. A maioria deles cobre uma série de eventos e cenários, mas que podem ficar desatualizados ao longo do tempo. Por essa razão, testar a recuperação dos dados é fundamental.

Gostou das dicas que apresentamos? Esperamos que sim! Elas, sem dúvidas, podem ajudar a sua empresa a realizar um backup em nuvem de forma fácil e segura, sem contratempo.

Já que está aqui, por que não aproveita o momento e acessa nosso site para conferir os planos que temos? Assim, você pode escolher o ideal e fazer a sua empresa se desenvolver com segurança.


31 de Março - Dia Mundial do Backup

Um das maiores preocupações de uma empresa é ter seus documentos digitais perdidos e não conseguir recuperá-los. Para evitar que este pesadelo se torne realidade, os gestores recorrem ao backup, que pode ser feito por meio de pen drive, HD externos e serviços de armazenamento gratuitos como o Google Drive.
Acontece que nenhuma destas opções é tão eficaz quanto o backup em nuvem. Mas afinal, que benefícios esta solução proporciona ao meio corporativo? O backup em nuvem é de fato, um bom investimento?
Para descobrir a resposta desta questão, continue fazendo a leitura deste artigo e confira algumas vantagens do backup em nuvem no meio corporativo.

Conheça alguns benefícios do backup em nuvem corporativo

1. Segurança: fazer o armazenamento de documentos digitais em computadores ou dispositivos como pen drives representa um grande risco para o negócio. Isso porque estes aparelhos estão sujeitos a danos (temporários ou definitivos) ou até mesmo furtos.
Ao investir no backup em nuvem, a empresa estará segura quanto a este tipo de risco e até mesmo contra vírus e ataque de hackers.

2. Fácil acesso: o fácil acesso à nuvem é uma vantagem que deve ser destacada.
Suponha que você está viajando a trabalho e precisa verificar um documento específico. Com a nuvem, isso é possível. Para isso, basta ter acesso à internet em qualquer outro computador ou até mesmo através de smartphone ou tablet.
Pela nuvem, é possível não só verificar os dados e fazer o download de arquivos necessários, como também é permitido subir novos. Tal tecnologia possibilita que o usuário acesse a nuvem de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora.

3. Programação de backups: outro importante benefício do backup em nuvem é a possibilidade de programá-lo, otimizando assim o tempo e a produtividade da empresa. Com este recurso de backup automático, o gestor pode programar o backup para horários após o fim do expediente, por exemplo, evitando desta forma a interrupção de tarefas.
Também há a opção de programar a ferramenta para realizar backups diários. Além destes recursos, a solução conta com gerenciamento eletrônico do backup, que enviará notificações para o usuário em casos de alguma falha.

4. Suporte técnico especializado: quando fazemos a contratação de um serviço, esperamos contar com um suporte técnico especializado, capaz de esclarecer todas as dúvidas que possam surgir. Afinal, há chances de o empreendedor enfrentar algumas dificuldades nos primeiros dias de uso da ferramenta, caso ele nunca tenha tido acesso a este tipo de serviço.
O servidor de backup em nuvem corporativo possui uma equipe de profissionais, e com isso é estabelecida uma parceria entre ambos os lados, garantindo o armazenamento de dados de forma completamente segura.

5. Custo-benefício: enquanto um servidor físico conta com despesas como a manutenção do equipamento e a troca de determinadas peças, o serviço de backup em nuvem conta apenas com um custo, que é correspondente a sua mensalidade. Ou seja, a empresa paga somente por aquilo que está usando.

E o Elo Backup é a solução ideal para manter seus arquivos importantes sempre seguros e tem um dos processos de restauração mais simples e completos do mercado. Além disso, oferece criptografia de última geração para garantir que os seus dados estejam protegidos. Cuide do seu negócio que nós cuidamos do seu backup, temos planos que cabem nas suas necessidades!

Agora que você está convencido a utilizar a nuvem no seu negócio, clique aqui https://elobackup.com.br/planos/ e conheça nossos planos!


4 erros que você precisa evitar na hora de utilizar o backup em nuvem

Não importa se você tem uma pequena empresa ou faz parte de uma grande companhia: o uso de sistemas de informação já faz parte do seu dia a dia. A cada instante produzimos um volume gigantesco de dados que são essenciais para o funcionamento dos negócios.

Por outro lado, o armazenamento e a segurança dessas informações se tornaram imprescindíveis, e ter o apoio de um sistema de backup em nuvem pode representar a solução para isso. Mas é importante que isso seja utilizado da maneira correta a fim de evitar que todo o processo se torne um problema ou mesmo correr o risco de perder essas informações. Dessa forma, conheça 4 erros que você precisa evitar na hora de utilizar essa ferramenta.

4 erros que devem ser evitados

1 – Ignorar o backup

Pode parecer estranho, mas uma coisa comum em muitos lugares é ignorar a importância do backup para o resguardo de informações fundamentais para a empresa ou evitar a cópia de determinados arquivos que são considerados de pouca importância.

O sistema de armazenamento em nuvem é uma ferramenta essencial para o funcionamento integrado de todos os setores de uma empresa. Dessa forma, ignorar o backup pode ser visto como um erro estratégico, pois o serviço está sendo contratado, mas mal utilizado, assim como um problema administrativo, pois compromete o trabalho de outras pessoas.

2 – Não ter um plano B

É fato que os sistemas de armazenamento em nuvem atuais estão cada vez mais eficientes, seguros e com um índice de falhas muito baixo. No entanto, como todo sistema tecnológico, ainda está sujeito a problemas em seu funcionamento, e pode causar desde atrasos no acesso até mesmo a perda dos dados.

Por isso, tenha sempre em mente a possibilidade de um plano B – ou seja, um segundo sistema de backup que possa ser utilizado. Não é necessário que ele seja tão eficaz igual o plano A, mas é importante que ele ofereça segurança, praticidade e eficiência, principalmente nos momentos de instabilidade.

3 – Fazer backup manualmente

O backup manual ainda é um método muito utilizado em diversas empresas, mas é pouco eficiente e muito arriscado. Em um sistema automatizado, o armazenamento de arquivos é feito regularmente, de acordo com as configurações estabelecidas pelo usuário ou quando o sistema reconhece essa necessidade. Além disso, não há o risco de que a mesma informação seja salva duas vezes ou que determinados dados sejam ignorados no processo.

4 – Usar as ferramentas inadequadas

Para que o backup seja feito da forma adequada, é imprescindível entender as características dos dados a serem salvos e depois escolher os meios apropriados para o processo. Isso porque diferentes tipos de arquivos exigem diferentes estratégias de backup. Recursos de clonagem, por exemplo, são comuns em ambientes virtualizados, mas isso tende a ocupar muito espaço. Se você precisar mudar de máquina virtual para atender a essa demanda, pode ter problemas.

A sua empresa precisa de um sistema de backup mais adequado às suas necessidades? Acredita que essa mudança pode ser benéfica? Veja os produtos que temos para você e entre em contato conosco.


Que tal curtir a folia com seus dados seguros?

Antes de cair na folia, proteja seus dados!

O Elo backup, através da AWS fornece serviços que ajudam a proteger seus dados, contas e cargas de trabalho contra acesso não autorizado. Os serviços de proteção de dados da AWS fornecem criptografia, gerenciamento de chaves e detecção de ameaças que monitoram e protegem continuamente suas contas e cargas de trabalho.

A nuvem, por ser um ambiente consolidado e seguro, é atualmente o principal local para manter cópias de segurança de dados com o mais alto nível de acesso, simplicidade e facilidade.

É o que você precisa para cair na folia sem se preocupar com a segurança dos seus dados!

Acesse nosso site: https://elobackup.com.br/ e conheça nossos planos.


Solução de backup, o que você precisa saber

Tudo o que envolve backup de dados ainda envolve uma série de dúvidas na maioria das pessoas. Por isso, é importante conhecer as soluções já disponíveis no mercado para que você opte pelo melhor serviço.

Inicialmente, é preciso que você entenda a importância em adquirir um serviço de backup para a sua empresa. A solução ideal para que os seus arquivos estejam à sua disposição em qualquer lugar do mundo e não ocupem a memória de seu computador é salvar os dados em uma nuvem – que os profissionais de T.I, denominam como Cloud.

Conhecendo a Nuvem

Não basta apenas salvar os dados sem manter o mínimo de segurança ou estabelecer um controle sobre o que a sua equipe está reservando na nuvem. Por isso, nos últimos anos, sugiram opções de backup, ou seja, opções para que você salve seus arquivos, sem comprometer a memória de seu computador de forma segura e confiável.

Atualmente, a segurança no backup de dados é o ponto mais importante ao considerar investir neste serviço. Ao adquirir um serviço de backup, você deve relevar os principais pontos: acessibilidade, simplicidade, segurança e confiança.

Falhas em backups

Estima-se que 80% dos backups falham na segurança, confiabilidade ou privacidade. Isto, por uma questão muito simples: os dados dos clientes que adquirem a este serviço não estão salvos em um centro de processamento de dados confiável.

Levando em consideração que quase metade dos clientes de backups perdem seus dados por ações involuntárias, ou seja, perdas de backups físicos como pen drive, HD externo, arquivos deletados por engano ou invasões de vírus e hackers.

Com a precaução de um backup confiável e seguro como Elo Backup, sua empresa se torna livre de materiais com vida útil baixa como pen drive e HD externo. Estima-se que estes dispositivos móveis tenham apenas cinco anos de vida útil, ou seja, é inviável que empresas com grandes fluxos diários de arquivos e funcionários dependam destes dispositivos.

Um dos maiores perigos de não manter os seus dados em um data center confiável, é o Ransomware. Este software invade o seu backup, bloqueia os seus dados e cobra em criptomoedas para reestabelecer os seu acesso. Com isso, você está sujeito a um crime cibernético.

A melhor solução em backup para sua empresa

Com ELO BACKUP, os seus dados são armazenados no maior data center do mundo, o Amazon AWS. Além de credibilidade, seus dados são criptografados um a um para protegê-los da invasão de hackers e vírus, promovendo a maior segurança possível à sua empresa.

Além disso, o Elo Backup também impede que seus arquivos sejam subescritos, uma alternativa que invasores cibernéticos utilizam para acessar os seus arquivos. Com esta medida protetiva, o Elo Backup entra em contato com você e notifica sobre uma possível tentativa de acesso aos seus arquivos.

O agendamento de backup pode ser realizado da melhor forma para você: hora, dia, semanalmente ou mensalmente. Faça a sua escolha levando em consideração a rotina da sua empresa. O gerenciamento do Elo Backup é eletrônico. Possibilitando que você faça todo o contato online, agilizando o seu dia a dia e tirando as suas dúvidas com uma equipe de suporte técnico especializado.

Acesse e fique pode dentro de tudo : https://elobackup.com.br/


Como o Cloud Computing acelera estratégia de pequenas empresas?

Em um passado não muito distante, a tecnologia de ponta sempre foi restrita a grandes investimentos, isto é, as empresas de maior porte. Mas existe algo que, além de revolucionar o setor de TI, também contribuiu para a democratização da tecnologia: o cloud computing, ou computação em nuvem.

Dada a facilidade em incorporar essa infraestrutura, as pequenas empresas também fazem uso e percebem as vantagens da tecnologia. E se você ainda é reticente, saiba que o cloud computing pode acelerar a estratégia do seu negócio.

A computação em nuvem permite que uma empresa pequena se mantenha competitiva no mercado e vislumbre possibilidades de crescimento. A principal razão disso é poder atender a demanda adicional com maior agilidade sem precisar investir rios de dinheiro.

Para explicar essa lógica, naturalmente é preciso destrinchar os benefícios do cloud computing. A principal solução, claro, é a possibilidade de armazenar dados, planilhas e softwares na nuvem, sem se preocupar com memórias, servidores, espaço em disco, entre outras particularidades que sempre fizeram parte da nossa rotina.

Na prática, funciona assim: se uma pequena empresa fazia uso de um servidor próprio para gerenciar sua operação e o negócio começasse a crescer, o hardware simplesmente não dava conta da demanda.

É um problema que simplesmente não existe com o serviço de armazenamento de dados na nuvem, que se adapta às condições da sua empresa. Aqui, por exemplo, você pode conhecer os planos Elo Backup, que atendem perfeitamente a sua demanda e podem aumentar ao longo do tempo: https://elobackup.com.br/planos/

Praticidade, economia e agilidade

O cloud computing acelera a estratégia de pequenas empresas porque possibilita produtividade. É possível ter acesso aos seus arquivos de qualquer lugar a qualquer hora, inclusive através de tablets e smartphones. Essa mobilidade faz com que os funcionários possam produzir sem a necessidade de estar em um espaço físico de uma empresa, trabalhando remotamente.

A estrutura da computação em nuvem é de responsabilidade total do provedor de serviço. Isso também tem um impacto positivo, afinal, você pode direcionar suas ações única e exclusivamente para o chamado “core business” da sua empresa, isto é, a parte central do seu negócio.

Ainda neste raciocínio, o cloud computing oferece economia, já que diminui a demanda de profissionais especializados – além da própria redução de custos com energia e custos operacionais (servidores, manutenções, etc).

Desta forma, fica fácil entender por que o cloud computing também é uma necessidade para as pequenas empresas. É a partir dessa tecnologia que é possível igualar-se às grandes corporações, entregar conteúdo de forma mais rápida para os usuários finais (o que não seria possível com uma tecnologia inferior) e gerando insights a partir do acesso de informações estratégicas da empresa no próprio sistema, algo muito importante quando se trabalha com vendas, por exemplo.

Consequentemente, as suas tomadas de decisão a partir disso serão mais rápidas e eficientes, acelerando a estratégia da sua pequena empresa. Agora que você entende a importância da computação em nuvem para o seu negócio, não perca tempo: clique aqui e navegue pelo nosso site para saber mais sobre como sua empresa pode se beneficiar da computação em nuvem!

Aproveite e escolha a solução em nuvem ideal para o seu negócio!


Cinco motivos para sua empresa investir em nuvem

A transformação digital mudou radicalmente os modelos de negócio e trouxe novas oportunidades para o mercado. Neste contexto, uma das tecnologias mais preponderantes é a computação em nuvem (cloud computing). Um espaço cada vez mais utilizado pelas empresas que desejam dispor de um ambiente seguro, eficiente e escalável.

O cloud já é uma realidade, porém muitas corporações ainda insistem no uso de servidores físicos. Isto acontece porque muitos gestores ainda não compreendem como a migração para a nuvem pode se configurar, na prática, como um diferencial competitivo.

Se este é o seu caso, seus problemas acabaram: nós vamos te dar cinco motivos para a sua empresa investir em uma hospedagem de nuvem e, desta forma, impulsionar o crescimento do seu negócio. Confira:

Segurança

Um dos aspectos mais associados à migração para a nuvem está relacionada justamente com a segurança do negócio. Isto acontece porque seus dados estão protegidos por softwares de criptografia, além de firewalls, VPNs e sistemas de autenticação, prevenindo-o de ciberataques como os ransomwares.

Não obstante, esse tipo de computação também possui backups periódicos, que preservam a integridade dos arquivos. Isso sem contar que, ao manter um servidor físico, você corre o risco de perder dados sensíveis por alguma pane ou desastre natural. Na nuvem, este perigo não existe, já que o acesso pode ser feito de qualquer lugar.

Acessibilidade

Como supracitado ao final do item anterior, a mobilidade é outra característica da hospedagem em nuvem.

Se com servidores físicos o acesso a determinados dados só pode ser feito no computador da empresa, a nuvem permite que você os acesse até mesmo do seu smartphone, mediante a uma permissão de acesso. Essa acessibilidade facilita tanto o trabalho dos gestores quanto de empresas que mantenham funcionários alocados fora da organização.

Redução de custos

Outro motivo para investir em uma hospedagem de nuvem é o seu custo-benefício. Afinal, você dispensa a utilização de uma estrutura física e passa a hospedar suas informações em um data center. Isso também elimina outros custos que envolvem a manutenção de um maquinário, como licenciamento de softwares, alocação de recursos, equipamentos, entre outros.

Flexibilidade

A flexibilidade proporcionada pelos serviços de hospedagem na nuvem é imprescindível para a sua empresa crescer de forma orgânica. Afinal, esse tipo de computação se adapta à demanda do seu negócio, permitindo somente pagar pelos recursos que a sua empresa efetivamente é capaz de gerir. Na prática, isso faz com que você evite gastos desnecessários, além de propiciar uma maior capacidade de inovação, que pode vir a se tornar um diferencial competitivo.

Escalabilidade

A escalabilidade é um conceito cada vez mais importante nos negócios e está diretamente ligado ao item anterior. Quando falamos de migração para a nuvem, isso significa que, caso o seu negócio cresça e precise ampliar suas operações, você pode ampliar o uso do cloud computing sem precisar investir em uma nova infraestrutura ou adaptar o seu software para tal.

Agora que você está convencido a utilizar a nuvem no seu negócio, clique aqui https://elobackup.com.br/planos/ e conheça nossos planos!


Diferença entre Computação em Nuvem e Virtualização

O cloud computing (computação em nuvem) e a virtualização são dois conceitos que podem confundir até mesmo quem é do ramo de TI. Isso porque eles apresentam algumas semelhanças, mas suas operações são distintas – apesar de, algumas vezes, serem complementares. Entender a diferença entre cloud computing e virtualização permite encontrar a solução ideal para o seu negócio.

Analogicamente, podemos definir que o primeiro se baseia em soluções integrais na nuvem sem a necessidade de um hardware (máquina física), enquanto o segundo é feito através de uma infraestrutura. Mas há outras características que precisam ser analisadas e, abaixo, explicamos qual a diferença entre cloud computing e virtualização.

Como funciona cada um deles?

Primeiramente, precisamos definir como funciona cada um deles – o que nos ajuda a clarear bastante as diferenças específicas entre ambos:

– Virtualização: um mesmo hardware (como um computador central) roda vários servidores em apenas uma infraestrutura física. Ou seja, é possível ter inúmeros sistemas operacionais e aplicações em apenas um local, rodando de forma simultânea – através de um software.

– Cloud computing: a computação em nuvem é externa à empresa. Ele possibilita mais espaço de armazenamento, ampliando o processamento da empresa, a escalabilidade de recursos e a segurança dos dados e informações. Tudo isso se situa além da conexão interna, com recursos flexíveis e disponíveis de acordo com a demanda da operação.

A grande confusão ao associar ambos com o mesmo serviço é que muitas das aplicações de cloud computing são baseadas na virtualização. Quando há servidores virtualizados externamente, é possível ter os recursos da computação em nuvem. Mas isso não significa que ambos detêm as mesmas características.

O que a virtualização faz é oferecer um serviço mais adequado ao cloud computing por ser feito para rodar vários sistemas operacionais e aplicações em uma mesma máquina, sem causar instabilidade ou a eficiência dos processos.

Em resumo: virtualização de servidores é uma otimização da infraestrutura física e, como simula vários sistemas operacionais e aplicações em apenas um local, pode abarcar vários clientes da computação em nuvem; o cloud computing é a possibilidade de operar sem a necessidade dessa infraestrutura própria, mas contratada sob demanda.

Como decidir qual é o melhor?

Entendendo as pequenas, mas importantes nuances que dividem ambos os termos, passa-se a buscar qual é o melhor para cada caso. Vale destacar que a necessidade gera uma demanda diferente e, além dos custos, as rotinas internas produtivas devem prevalecer.

A virtualização diminui a necessidade de várias máquinas físicas, possibilitando múltiplos sistemas operacionais rodando ao mesmo tempo. É fácil de mover, permitindo a manutenção do hardware; possibilita ainda a otimização da infraestrutura existente.

Já o cloud computing não necessita da aquisição e consequente manutenção de nenhuma máquina. Sua contratação é sob demanda e com possibilidade de escalabilidade sem a necessidade de comprar novos servidores. Tudo é feito, integralmente, no ambiente digital.

Ao compreender a diferença entre cloud computing e virtualização, fica mais fácil definir qual dessas soluções em TI é a mais adequada para o seu caso. Por fim, e não menos importante: ambos devem possuir soluções em backup, agilizando o processo em caso da perda de dados e informações preciosas do seu negócio.

A Flexa Cloud Brasil pode te ajudar nisso: conheça nossos serviços sob demanda para a sua empresa e tenha as melhores soluções em nuvem. Clique aqui e saiba mais.



WordPress and WHMCS integration by i-Plugins